AGROFRATER

Resíduos Industriais se transformam em energia limpa e biometano puro por meio de biorrefinaria

A biorrefinaria é considerada um avanço importante na transformação e aproveitamento dos dejetos suínos

Por Kariane Guerra em 09/05/2024 às 16:44:56

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

Com a crescente demanda por fontes de energia limpa e sustentável, a biorrefinaria surge como um ponto de referência ao aproveitar os resíduos e subprodutos de processos industriais.

Localizada no município de Ipiranga do Norte (MT), a fazenda Mano Júlio conta com uma extensão de 18 mil hectares dedicados à produção de soja, milho e algodão, além do confinamento de gado, que abriga cerca de 25 mil cabeças anualmente. A propriedade também conta a produção de suínos, onde aproximadamente 108 mil animais passam pelas granjas de terminação a cada ano.

Marino Franz, proprietário da fazenda há 24 anos, comenta que implementou no local um modelo de economia circular, no qual os resíduos de uma atividade se tornam matéria-prima para outra. Os dejetos do gado, por exemplo, são transformados em composto orgânico para adubar as lavouras, enquanto na criação suína, biodigestores convertem os resíduos em energia e fertilizantes naturais.

"Nossa missão é verticalizar ao máximo nossas atividades, minimizando a saída de recursos da propriedade e buscando sempre a sustentabilidade ambiental", diz Marino Franz ao programa MT Sustentável desta semana.

Segundo o gerente de energias renováveis da fazenda, Leandro Franz, a aplicação de uma ou duas toneladas por hectare de composto orgânico pode reduzir a necessidade de adubo químico. Essa prática ajuda a enriquecer o solo com matéria orgânica, promovendo um equilíbrio nutricional essencial para o crescimento das plantas.

Biorrefinaria: um modelo de reaproveitamento

A biorrefinaria surge como um modelo de reaproveitamento de resíduos e subprodutos de processos industriais, entre eles o gás metano.

Engenheiro bioquímico responsável pelo projeto, Paulo de Tarso Pupio, explica que o gás metano sai dos biodigestores com uma concentração de 60%. Na biorrefinaria é feita a separação de outros gases, gerando o biometano mais puro.

"Além de melhorar a eficiência energética e de queima, a refinaria tem a capacidade de recuperar outros gases, como o CO², e transformá-los em produtos comercializáveis de alto valor agregado".

Preservação das nascentes

No caminho da sustentabilidade, tecnologia também para melhorar a qualidade de vida de quem mora na fazenda. As residências dos trabalhadores foram projetadas com isolamento térmico, proporcionando conforto adicional, enquanto reduzem os custos de refrigeração em meio ao clima quente do Centro-Oeste.

Além disso, um foco significativo tem sido dado à preservação ambiental, com todas as 32 nascentes de água da região sendo revitalizadas.

"Considero nosso trabalho um valioso legado para as futuras gerações. No último ano, plantamos mais de 15 mil árvores nativas para proteger nossas fontes de água. Apesar dos desafios econômicos, seguimos em frente com determinação e idealismo, buscando caminhos sustentáveis", frisa Marino Franz.

Fonte: Canal Rural MT

Comunicar erro
WHATSAPP
stine

Comentários